como-agir-quando-um-coleguinha-ameaca-outro-na-escola-brinquedo-pedagogico-em-curitiba-caminha-empilhavel-caminha-de-soninho-caminha-portatil-brinquedo-pedagogico

Como agir quando um coleguinha ameaça outro na escola?


Não são raras situações em que uma criança ameaça o coleguinha. Essas ameaças podem envolver a promessa de uma briga na hora do recreio ou depois que as aulas terminam. Educadores devem estar bem preparados para lidar com os alunos quando este tipo de situação acontece. Mas o que dizer à criança ameaçada? Como lidar com a agressividade apresentada pelo pequeno que faz a ameaça?

É essencial encontrar os porquês por trás do comportamento agressivo, conversar com a criança e mostrar que existem outras formas de lidar com o problema. Também é preciso ensinar ao aluno como lidar com sentimentos como raiva e frustração, para assegurar que ele não se torne um adulto que usa a violência como resposta.

Como lidar com situações de ameaças entre crianças

É importante que tanto pais quanto professores tenham ciência de que os primeiros anos são uma fase de intensa adaptação na vida do ser humano. As crianças que começam a frequentar a escola estão começando a entender como é a vida em sociedade e a perceber, na prática, a importância das regras para uma boa convivência com outras pessoas. Não bater no coleguinha é uma das regras que garantem uma boa organização social. Se a criança demonstra ainda não entender isso, é papel dos pais e dos educadores ensiná-la.

Na escola

Quando um aluno diz ao professor que foi ameaçado por um colega, é preciso intervir. Chame a criança que fez a ameaça para uma conversa, para descobrir os porquês por trás do comportamento agressivo. Dois cuidados são importantes neste momento:

  • Chame o aluno para conversar em particular. Chamar a atenção na frente de toda a turma pode fazer com que a criança se sinta constrangida e adote um comportamento defensivo.
  • É importante adotar um tom compreensivo com a criança. Explicar a ela, por meio de perguntas que ela mesma deve responder, o porquê de ser errado ameaçar coleguinhas e ter atitudes agressivas.

Converse com a direção da escola e marque uma reunião com os pais para encontrar soluções para o problema. A criança passou por mudanças na estrutura familiar recentemente (como a separação dos pais ou a chegada de um irmão)? Faltam limites na sua educação? Como a escola e os pais podem trabalhar juntos para ensinar a criança a controlar as reações agressivas?

Também é importante perceber que a razão da ameaça pode estar no fato de que esta é a única maneira que a criança conhece para se expressar. Nesse caso, é importante que pais e educadores mostrem ao pequeno que existem outras formas de contornar situações; a comunicação é a principal.

Em casa

Mas e os pais? Como devem lidar com crianças ameaçadas ou que fazem ameaças? Primeiro, é preciso ensinar aos filhos que revidar não é resposta. Diga à criança que, se um colega ameaçá-la de alguma forma, ela deve comunicar o problema ao professor. Já os pais da criança que fez a ameaça precisam analisar o que pode estar causando o comportamento agressivo. É importante lembrar que é natural que os pequenos apresentem impulsos de carinho e agressividade. Os pais devem ensiná-los, inclusive por meio do exemplo, que os impulsos carinhosos devem ser estimulados e os violentos devem ser inibidos.

Que outras dicas você daria para adultos que precisam lidar com ameaças entre crianças? Deixe sua opinião sobre o assunto nos comentários. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>