Competir faz bem às crianças?

Competir faz bem às crianças?


Sim! Competições saudáveis são importantes para o desenvolvimento das crianças. Desafios ajudam a reforçar habilidades, a ensinar que perder é parte da vida e a promover a autoestima. Por isso, tanto em casa quanto na escola, é altamente indicado que pais e professores incentivem atividades que envolvam competições. Para que o resultado seja ainda mais eficiente, vale falar com os pequenos sobre os resultados obtidos durante a brincadeira. Saiba mais:

Benefícios das competições para o desenvolvimento das crianças

Ao contrário do que alguns pais pensam, incentivar competições – e deixar que os filhos percam de vez em quando – é algo essencial para que a criança tenha um desenvolvimento mais saudável. Adultos sabem que nem sempre se consegue o que quer, certo? Isso é algo natural, que faz parte da vida de todo mundo. Algumas vezes, é um relacionamento que não dá certo; outras, uma promoção no trabalho que não acontece. Crianças ainda não têm essa noção. Os jogos ajudam a mostrar que decepções são normais de vez em quando. Ou seja, que nem sempre conseguimos o resultado esperado (como o primeiro lugar em uma competição), mas que isso não significa que se deve desistir ou que não há nada para ser aprendido com a experiência.

Mas, para que os pequenos tirem estas lições dos jogos que participam, é importante que pais e professores apontem a real importância das competições – que é o fato de ter um objetivo e trabalhar para chegar a ele. Se a criança não foi a primeira colocada, deve se dar ênfase ao fato de que ela se empenhou ao máximo para chegar lá – e que este empenho conta muito. Se é uma competição recorrente – de natação, por exemplo -, é válido dar destaque a melhora que a criança apresenta de uma competição para outra. Tudo isso ajuda a desenvolver a autoestima da criança de maneira saudável.

Os desafios em equipe e a formação de futuros profissionais

Vale destacar os jogos em equipe. Dividir a turma na escola em times e lançar desafios é algo essencial para desenvolver uma série de habilidades necessárias na vida profissional. Durante a competição em grupo, as crianças precisam trabalhar juntas para chegar a um mesmo objetivo, certo? Este é um cenário ideal para que as crianças desenvolvam aptidões de liderança e de comunicação.

Quando a competição deve ser reavaliada

Competir é importante para que as crianças desenvolvam habilidades importantes na vida adulta. Mas é essencial que estas sejam competições saudáveis. Alguns comportamentos devem chamar a atenção dos pais e professores: quando a criança não quer participar da brincadeira, mostra sinais de tristeza e ansiedade ou perde o apetite por causa de uma competição, por exemplo. Nesses casos, é essencial que um adulto converse com a criança para entender o que está causando estas mudanças de comportamento. Explicar para os pequenos o verdadeiro significado de uma competição, dar exemplos e compartilhar a própria experiência no assunto pode ajudar a solucionar o problema.

De que maneira você estimula a competição entre os seus filhos/alunos? Participe, deixe a sua resposta nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>